A farsa é deixada de lado

Começa a cair a farsa.

Boechat na BAND NEWS calou-se. Quem cala consente.

Da defesa do PCC ao STF
Da defesa do PCC ao STF

Ex-advogado do escritório que defendia o PCC é indicado para ocupar vaga do ex-Ministro Teori Zavaski.

Sérgio Moro desejou sorte ao indicado falando do exterior.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquérito contra o ex-presidente José Sarney, os senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e o ex-diretor da Transpetro Sérgio Machado por suposto crime de obstrução às investigações na operação Lava Jato.

Da defesa do PCC ao STF
Da defesa do PCC ao STF

Começa o faz de conta.

A CHATICE DA VIDA ATUAL

A CHATICE DA VIDA ATUAL!

Carnaval a maior festa popular brasileira
Carnaval a maior festa popular brasileira

Criaram uma palavra que para mim nada significa: bullying, tive que ver no Google como se escrevia.

Quando era criança, os vários amigos com que fomos criados juntos tinham apelidos.

Começam com diminutivos do nome próprio, passava pelos apelidos herdados de familiares e o mais importante, eram os apelidos dados pelos irmãos e amigos, pois esses vingariam para sempre.

Alguns eram por aparência, outros por comportamento, por vícios de linguagem ou por trejeitos. Esses apelidos ninguém tirava, mesmo depois de adultos os apelidos da turma e nas famílias dos irmãos são permanentes.

Mas hoje com essa babaquice importada, tentam acabar com até festas tradicionais. Alguns idiotas alteraram a letra da musiquinha infantil: “atirei o pau no gato” e dessa forma nenhuma criança canta essa antiga melodia que era usada para brincar de roda, aliás, depois disso acabaram com a brincadeira de roda pra criança.

Lembro que ainda morava em Aracajú quando no carnaval as bandas musicais tocaram uma música que tinha sido um sucesso estrondoso de meio de ano “Quero que vá tudo pro inferno” sucesso de 1965.

Acredito que foi aí que começou o que as gravadoras, todas as grande eram estrangeiras e se fosse hoje seriam internacionais, de disco mais queriam: acabar com músicais sazonais.

Carnaval a maior festa do Brasil
Carnaval a maior festa do Brasil

As marchinhas de carnaval começavam a ser divulgadas levemente no mês de dezembro e em janeiro e fevereiro era que tinham a sua divulgação com mais força, dessa forma dominavam o carnaval de norte a sul do país, apesar das festas carnavalescas manterem o que era sua tradição local.

As marchinhas primavam pelo bom humor, críticas políticas, críticas ao conservadorismo, críticas aos modernismos e aos antigos e novos costumes, quanto mais crítica maior sucesso.

Com o advento dos festivais foram realizados escolhas de músicas para carnaval que a modernidade havia abolido é assim marchas e marchas-ranchos explodiram em todo o Brasil.

Hoje alguns paspalhos querem retirar dos Carnavais músicas como “O TEU CABELO NÃO NEGA (Lamartine Babo-Irmãos Valença, 1931)”, “ME DÁ UM DINHEIRO AÍ (Ivan Ferreira-Homero Ferreira-Glauco Ferreira, 1959)”,”MARIA SAPATÃO ( João Roberto Kelly e Chacrinha , 1981)”, “SACA-ROLHA (Zé da Zilda-Zilda do Zé-Waldir Machado, 1953)”, “MAMÃE EU QUERO (Jararaca-Vicente Paiva, 1936)”,”CACHAÇA (Mirabeau Pinheiro-Lúcio de Castro-Heber Lobato, 1953)”, “CABELEIRA DO ZEZÉ (João Roberto Kelly-Roberto Faissal, 1963), “MAMÃE EU QUERO (Jararaca-Vicente Paiva, 1936)”.

O melhor do Brasil-CARNAVAL
O melhor do Brasil-CARNAVAL

Os novos ventos tentaram reviver a escolha de marchinhas, mas todas escolhidas não emplacaram, na minha opinião o festival que escolhia acabava sempre próximo do início do carnaval, as rádios não divulgavam como antigamente por dois(2) meses e depois da enxurrada dos discos com sambas de escolas de samba que foram também discriminadores e traziam no seu bojo a obrigação de carnaval com aqueles sambas, fez com que as velhas marchinhas voltassem a emplacar.

Agora querem acabar de novo com o carnaval, a liberdade, a crítica e o humor próprio do carnaval brasileiro, que além do samba, tem o frevo, tem a marcha-rancho, o bumba-meu boi e mais de uma centena de danças e músicas regionais locais incorporadas à festa popular de maior alcance no Brasil.

CARNAVAL o Brasil mais brasileiro
CARNAVAL o Brasil mais brasileiro

Ninguém mais vê o CARNAVAL como a liberação para que se desse o início da Quaresma ou do jejum, do sofrimento que se seguia religiosamente após a quarta-feira de cinzas.

LIBERDADE, OUSADIA, PAZ, ALEGRIA assim deve ser a maior festa popular brasileira.

NÃO À REPRESSÃO.

OPINIÃO PÚBLICA(OP) em defesa do PSDB.

OPINIÃO PÚBLICA(OP) em defesa do PSDB
OPINIÃO PÚBLICA(OP) em defesa do PSDB

Destruição do ENEM pelo GOVERNO do USURPADOR e o DEM.

A OPINIÃO PÚBLICA(OP) – REDE GLOBO Bom Dia Brasil, hoje por volta das 07:30 h denunciou que o Sistema de Inscrição do MEC para entrada nas UNIVERSIDADES PÚBLICAS, deu problemas. Ao final da notícia de denúncia, foi dito que algumas dos estudantes que falaram com a poderosa emissora, não possuíam nota para entrar onde tinham feito as inscrições.

OPINIÃO PÚBLICA(OP) - REDE GLOBO Bom Dia Brasil
OPINIÃO PÚBLICA(OP) – REDE GLOBO Bom Dia Brasil

Nas televisões do país, as propagandas do MEC centram nas Universidades privadas as inscrições dos que fizeram o ENEM.

MEC SISU
MEC SISU

O Projeto ENEM é o programa mais visado para ser destruído, o motivo é que o acesso às UNIVERSIDADES PÚBLICAS não mais é exclusivo dos filhos dos mais abastados.

O ENEM é o Programa que mais distribuiu para a população que necessita oportunidades de real mudança de classe social. A confusão que permitiu dois concursos em um só ano foi a ponta do iceberg que busca desacreditar o ENEM junto à população brasileira.

A OPINIÃO PÚBLICA(OP), trabalha para o descrédito do ENEM, da mesma forma que trabalhou para a destruição do Ciência Sem Fronteiras (http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/empresas;jsessionid=4AE79C24735F5E059E8AD41313D4F680?doAsUserId=7pzZgJSGPc8%3D), um projeto que levou ao exterior estudantes universitários que jamais teriam vivenciado essa experiência, da mesma forma que muitos não teriam acesso às Universidades Públicas.

MEC/DEM (ex-PFL) recebe o prêmio pelo apoio ao impeachemant
MEC/DEM (ex-PFL) recebe o prêmio pelo apoio ao impeachemant

O DEM (ex-PFL) que durante e após o fim da ditadura era o dono do MEC, teve como premiação o cargo máximo de direção do MEC indicado pelo USURPADOR.

A forma encontrada foi no início colocar o MEC com uma presença forte na mídia da OPINIÃO PÚBLICA(OP) com presenças do quilate de especialistas como Alexandre Frota,

DEM (ex-PFL) retorna com novo nome ao MEC
DEM (ex-PFL) retorna com novo nome ao MEC

como a OPINIÃO PÚBLICA(OP) – REDE GLOBO divulgou na ocasião: “Ministro da Educação recebe Alexandre Frota e líder de protestos”, o líder a que se refere a REDE GLOBO – G1 naquela data é: “Participaram do encontro o ator Alexandre Frota e o ex-pastor Marcello Reis, fundador do Revoltados Online e um dos líderes de atos pró-impeachment.”

Revoltados On Line aliado ao DEM/MEC
Revoltados On Line aliado ao DEM/MEC

leiam no original: “http://g1.globo.com/educacao/noticia/ministro-da-educacao-recebe-alexandre-frota-e-lider-de-protestos.ghtml”.

Agora a destruição do ENEM é trazida à tona com essa denúncia fazia.

O mesmo processo está sendo usado com o Ministério da Justiça, com a retirada do Ministro que ao esquecer uma documentação recebida de um governo estadual, causou a maior revolta de prisioneiros existente no Brasil.

Hoje o Ministro da Justiça só aparece em público ao lado do USURPADOR, não dá mais entrevistas, momentaneamente foi substituído pelo Ministro da Defesa, que também já saiu de cena e nada mais fala.

A OPINIÃO PÚBLICA(OP) tem a obrigação de apurar e divulgar a destruição do Projeto ENEM, que até o presente momento está capitaneado pela OPINIÃO PÚBLICA(OP) – REDE GLOBO.

Nesse momento a Propaganda do MEC que estimula a ida para as universidades privadas está sendo exposta na OPINIÃO PÚBLICA(OP) – TV.

OPINIÃO PÚBLICA(OP) – FOLHA DE SÃO PAULO

Folha de São Paulo 31/janeiro/2017
Folha de São Paulo 31/janeiro/2017

O defensor dos pulhas

Merval que defende delações sem sigilo contra o PT, defende agora sigilo nas da Odebrecht

 

O pulha
O pulha

PF indica que triplex não é do LULA

Veja a data:

19 de agosto de 2016

desde essa data nada foi divulgado.

Por que a OPINIÃO PÚBLICA(OP) – REDE GLOBO, FOLHA DE SÃO PAULO, O ESTADO DE SÃO PAULO, ÉPOCA, VEJA e ISTO É nunca –  NUNCA –  colocaram como manchete o resultado da investigação da POLÍCIA FEDERAL.

Por que o STF nunca se posicionou sobre essa investigação?

===========================

LEIAM:

SOB INVESTIGAÇÃO

Polícia Federal conclui relatório sobre tríplex no Guarujá e não indicia Lula

ImprimirEnviar1397334

19 de agosto de 2016, 16h52

A Polícia Federal encerrou o inquérito sobre o tríplex no Guarujá, em São Paulo, do qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de ser dono, mas não indiciou o líder petista. Relatório da Polícia Federal sobre o famoso apartamentos 163-B do edifício no litoral sul paulista afirma que ainda há provas a serem analisadas em relação ao caso.

 

No documento, divulgado pelo jornalista Fernando Rodrigues, do UOL, o nome de Lula aparece em três ocasiões: nos depoimentos da dona do imóvel, Nelci Warken, que foi indiciada pela PF, e de sua comadre Eliana Pinheiro de Freitas — que afirmaram terem ouvido boatos de que uma das unidades do prédio pertenceria ao ex-presidente, além de uma citação a Marisa Letícia.

 

Nome de Lula só aparece no relatório da PF em citações feitas em depoimentos e quando sua mulher, Marisa Letícia, é citada por ter vendido sua cota no empreendimento imobiliário.

Instituto Lula

Nelci já havia contado que era dona do tríplex em janeiro deste ano, quando foi presa preventivamente pela PF. Em entrevista à ConJur, em fevereiro deste ano, um dos advogados de Lula, Cristiano Zanin Martins ressaltou: “Essa história do triplex é uma afronta até mesmo jurídica. Porque significa desprezar ou desconhecer como é que funciona o regime de cooperativa. O ex-presidente Lula nunca foi proprietário do triplex no Guarujá.”

Ele explicou também que a mulher do ex-presidente apenas adquiriu uma cota da Bancoop e a vendeu depois que o empreendimento foi repassado à OAS. “Esses esclarecimentos já foram todos prestados na imprensa, porque, a rigor, houve até agora um contencioso de imprensa. O promotor responsável [Cássio Conserino, do MP-SP], em vez de dar a oportunidade de receber as explicações em relação a esse imóvel, preferiu ir à revista Veja e anunciar que ia fazer uma denúncia contra o ex-presidente e sua esposa, mesmo antes de estar concluída a investigação.”

 

Mossak Fonseca

Já Nelci e Eliana aparecem na investigação também por figurarem como donas de offshores criadas pelo escritório Mossak Fonseca, que ficou conhecido depois da divulgação dos Panamá Papers. Já Marisa Letícia é mencionada por ter vendido sua cota no empreendimento, que foi iniciado pela cooperativa Bancoop e finalizado pela OAS, que é acusada de ter reformado o imóvel.

Os documentos divulgados traziam uma relação de diversas companhias criadas no exterior para ocultar bens de pessoas de todo o mundo. Entre os beneficiários dessas empresas estão investigados da operação “lava jato”, entre eles, o contador Roberto Trombeta, que operava propinas para as empreiteiras OAS e UTC; o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, o ex-diretor da estatal Renato Duque e o lobista Mario Góes.

 

A Mossak Fonseca tem papel importante no documento da PF, ocupando a maior parte do relatório. O escritório é acusado pela autoridade policial de criar empresas de fachada no exterior e atuar à margem do sistema financeiro e legal brasileiro.

 

“Destacamos que a abertura ou utilização de empresas offshore não é crime nem ilegal. Entretanto, a utilização de tais empresas para lavagem de dinheiro ou fraudes, por razões obvias, constitui ilícito. No mesmo sentido, proporcionar meios para que terceiros utilizem offshores de forma a ocultar bens ou valores de origem duvidosa merece a reprimenda penal. Assim, chama atenção o fato da Mossack Fonseca no Brasil ‘intermediar’ a abertura de empresas offshore para diversos escritórios de advocacia e demais clientes, em um contexto no qual a Mossack ao que tudo indica, não emitiria nota pelo serviço prestado, ou seja, seus clientes teriam ciência de que as práticas comerciais em questão não estariam abrigadas pela lisura que se espera em qualquer negócio lícito”, diz a PF.

 

Porém, a PF afirma que ainda há suspeitas de ligação entre a construção do edifício no litoral paulista e a “lava jato”. “A cooperativa [Bancoop] foi presidida por João Vaccari Neto entre 2003 e 2010, acusado de fraudes na gestão desta. Ainda na presidência da Bancoop, houve a transferências de obras inacabadas para empresa integrante da OAS, Grupo econômico que participou do cartel de empresas que fraudou licitações na Petrobras e que direcionou o pagamento de propinas, por intermédio do operador Alberto Youssef. Dentre os empreendimentos transferidos, encontra-se o atualmente denominado “Condomínio Solaris”.

 

Clique aqui para ler o relatório divulgado pelo jornalista Fernando Rodrigues, colunista do UOL.

 

*Texto alterado às 19h20 do dia 19 de agosto de 2016 para correção

 

Possível ganho de Lula com corrupção leva seu caso a Moro, diz MPF

 

LEIA NA ÍNTEGRA

Lula critica uso de delações premiadas em depoimento à PF

 

ÍNTEGRA DOS DOCUMENTOS

Defesa de Lula pede acesso pleno a denúncia do MP de São Paulo

 

MÃOS DADAS

Promotores dizem que denúncia contra Lula não interfere no MPF

 

Consultor Jurídico

ISSN 1809-2829 www.conjur.com.brPolítica de uso Reprodução de notícias

PSDB-PMDB ENTREGAM O PAÍS!

A cada cada dia ELES (Os Pulhas) mostram porque queriam GOVERNAR!

Globo confirma: Governo Temer/PSDB está entregando base de Alcântara pronta aos EUA

 

 

Substituição no STF – Sutileza!

Sutileza!
Sutileza!